domingo, 6 de abril de 2008

Dois Caminhos, parte 2


Escolheram Earendi, uma altera que morava na mesma vila, para cruzar o caminho de Menki. Eles não se conheciam, mas tinham interesses em comum.

Como de costume da Conspiração, seus vários membros ativos trabalharam secretamente para alterar as rotinas de Menki e de Earendi, para que eles se encontrassem.

Menki e Earendi se encontraram e se tornaram amigos. Menki mal tinha consciência de sua natureza Altera, mas Earendi notou logo em seus traços que eles deveriam ser iguais.

Menki viu nascer uma revolução em sua mente naquele dia. Era difícil decidir entre o certo e o duvidoso. A moça simples era visivelmente diferente dele, e aquela aproximação não duraria muito tempo antes que eles começassem a se magoar.

Mas Earendi não parecia tão disposta a uma amizade mais próxima, embora Menki soubesse que neste caso eles poderiam compartilhar de mais alegrias do que já compartilhavam atualmente.

Decidir entre a curta alegria com final trágico e uma provável felicidade duradoura, com riscos de perder o que já tinha era cada vez mais difícil. E cada dia que passava tornava as coisas mais fixas em sua atual situação.

A Conspiração soube que não poderia fazer mais nada, apenas esperar pelo fluxo natural dos acontecimentos.

Nenhum comentário: