segunda-feira, 2 de janeiro de 2006

Desistiram de mim



Há mistérios que nunca serão revelados. Alguns com importância inestimável, outros apenas são bobagens que nos intrigam.



Nos últimos trinta e uns de dezembro (de 2003 e de 2004) eu recebi mensagens de feliz ano novo. Nessa época o meu celular (aquele "do Guga") não informava o número do remetente. Por isso esta pessoa nunca obteve uma resposta minha: eu não tinha como identificá-la.



O que mais me intriga é o conteúdo das mensagens. A primeira dizia: FELIZ ANO NOVO PRA VOCÊS TAMBÉM. Muito estranho esse "TAMBÉM", pois o dito celular não envia mensagens. Imaginei que a pessoa tivesse se enganado ao enviar a mensagem.

A segunda mensagem dizia um muito comum "FELIZ ANO NOVO, BEBAM POR MIM". "Ótimo, ele ainda é meu amigo", pensei comigo mesmo. Mas a quem ele se referia com esse "BEBAM" no plural? Deu muita pena do meu amigo oculto, pois eu não estava com uma galera tão bebedora assim (duas tias, minha irmã e a Bira) e a champanha estava estragada.



Neste ano eu estava realmente esperançoso porque ia conhecer este colega de tão longa data, já que mudei o celular mas não mudei o número. Mas parece que depois de dois anos de descaso ele/ela desistiu de mim. Nenhuma mensagem do meu amigo oculto chegou, e mais um mistério se forma.