terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Mais sobre o novo template


Estou feliz por ter criado este template "do zero", como eu queria. Sem usar moldes antigos ou criados por outros. Estou muito cansado por assuntos do trabalho, cursos e da formatura, por isso este blog está tão parado.

Mas o post é sobre o template. Já recebi elogios, que me reconfortam e me fazem pensar que o trabalho valeu a pena. Não me esforcei em deixá-lo 100% legal do Internet Explorer, e apenas deixá-lo legal no Firefox já foi uma trabalheira danada. Culpa dessas caixas com 4 bordas arrendondadas e do Blogger, que adiciona os textos de uma maneira bem louca e que eu tive de concertar.

Pelo menos o Blogger usa CSS bem direitinho, separando do HTML.

Para aqueles que estão no Internet Explorer 5.5 ou 6, o blog está quase ilegível. Na versão 7, está aceitável, mas apresenta uns espaçamentos chatos que eu como autor odiei ver. Como eu vi? Num site muito interessante: http://browsershots.org/. Ele permite que você veja o comportamento de um site em vários navegadores, em Linux, Windows e Mac OS. Lá pude ver que o Opera e o Konqueror fazem tudo legal, e que uma versão do Safari tem um comportamento estranho para a figura do título, mas isso não é problemático. Só o IE5.5 e o IE6 são problemáticos.

Se você quiser ver o resultado dos screenshots do AugenBlick, clique aqui.

Se você está usando o IE6, recomendo que instale o Firefox. Também vale instalar o IE7, mas o Firefox é melhor.


sábado, 17 de novembro de 2007

Template Abstrato


Terminei este template. Este sim fiz "do zero", sem usar nada que não tenha sido feito pelas minhas mãos. Ele pode ser um tanto instável, já que cada caixa dessas é formada por 8 figuras. O difícil neste template foi garantir que essas figuras encaixassem. Havia sempre um elemento com uma margem a mais que quebrava a caixa.



Mas acho que o pessoal do Internet Explorer ainda vai ter problemas, ele vai teimar em manter algumas dessas margens, mesmo que eu explicitamente tenha dito que elas devem ser de tamanho zero.



Aproveitei para deixar de usar o Yahoo! Geocites para guardar as figuras, é um serviço lento. Espero que mantê-las no PicasaWeb seja menos traumático.



Quem reparar em alguma coisa seriamente fora do canto, comente. Também vale alguma sugestão concreta para o template.


quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Minha Monografia


Olá Pessoal. Como alguns de vocês já sabem, terminei há pouco minha monografia. Isso significará um fim no jejum de postagens, eu espero. Ainda não acertei o novo template, quero fazer algo mais light, mas ainda não tive uma inspiração.


Por enquanto, atendo a pedidos. Fiz minha monografia no OpenOffice/BrOffice, como muitos ousaram dizer ser impossível. Como formatação não foi problema, compartilho aqui um modelo de documento para facilitar o trabalho de quem queira utilizar o OpenOffice para escrever a sua monografia.


Este modelo tem instruções criadas originalmente pela Professora Cassandra, que cuida das cadeiras de Metodologia e Monografia na Telemática do CEFET-CE. Eu adicionei mais algumas instruções que ajudam a usar o modelo de maneira mais eficiente.


Vale acrescentar que é um modelo desenhado pela professora Cassandra, para padronização das monografias da Telemática. Então, se você faz outro curso, ele pode não ser ideal, mas claro que ele pode ser personalizado para atender às suas necessidades, obedecendo a licença dele (http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/2.5/br/). Converse com seu orientador sobre a adequação deste modelo às normas do seu curso.


É um modelo, então quando você o abrir, na verdade, ele abrirá uma cópia. E com o comando salvar, ele salvará uma cópia do arquivo.


Para quem não viu o link, é este aqui: http://public.box.net/xisberto.


sábado, 22 de setembro de 2007

Sonetos impublicáveis

Sim, são três. Um em cada língua que "domino". Mas são os três impublicáveis. Então publico os que estão em esperanto e em alemão, já que os meus poucos leitores não conseguirão ler tão facilmente. O em português fica guardado para a posteridade.

Claro que com um pouco de paciência e umas buscas na internet os outros poderão ser quase traduzidos, mas não completamente devido aos erros de gramática cometidos naturalmente e não corrigidos propositalmente.



Impublicável eu digo no sentido da forma e do conteúdo. Não são obras primas e muito menos o assunto pode ser conhecido por todos.


Das kann ich nur auf Deutsch schreiben.

Ich selbst habe nicht geglaubt,


aber habe ich, ja, dir geliebt.


Es ist wahr, ich habe nichts segagt,


aber habe ich, ja, so viel gefühlt.



Um meinen Gefühle dir zu zeigen


wär ich nicht genug stark.


Ich wöllte gerne immer bei dir bleiben,


dazu würde ich so gluck sein.



Wie habe ich dir gesagt,


wirklich kann ich nicht


so schönes Epos als deine schreiben



Aber ich weiss, es ist wahr,


so stark sind meine Gefühle


sind sie schwachen als deine Glück.


Tri tekstojn skribis mi hodiaŭ,

Ĉar nenio lingvo estas sufiĉe por montri


Ĉiuj miajn sentojn per vi


kaj pro tio mi estas kontraŭ



Kontraŭ diri, mi amas vin


Kontraŭ scii, vi amas alion


Kontraŭ pensi, amo necesas tempon


Kontraŭ rediri, mi necesas vin



Mi scias, tio estas bone videbla


Amo inter ni ne estas volebla


Mia kapo unu fojo pli laboros



Miaj fortoj ne plu povas


Sed mi scias, belajn kaj kompreneblajn


Vortojn al vi mi diri devas


sábado, 1 de setembro de 2007

Futuramente: Posts Multilíngues


Mais uma vez apareço por aqui. Hoje tenho uma novidade. Como os meus poucos leitores sabem, eu sou um apaixonado por línguas estrangeiras. Tenho um certo domínio de inglês e estudei alemão e esperanto.


Já há muito tempo eu mantenho esse meu espaço na internet e comento aqui minhas idéias. Ultimamente tenho sido mais um leitor e o meu último post está bem velhinho. Mas estarei voltando, e neste retorno estarei preparando uma visão mais global do blog.


Por isso eu bolei uma barra que fica lá no topo do blog e que permite que o leitor escolha em que língua ele quer ler os posts. É só clicar que todos os posts multilíngües mudarão para refletir a língua escolhida.



Ĉi tie mi estas alia fojo. Hodiaŭ mi havas novaĵojn. Kiel miaj malmultaj legistoj iam scias, mi estas amplena por fremdaj lingvoj. Mi havas ion domenon de la angla kaj jam studis la germana kaj la internacia.


Jam estas multe da tempo, ie kio mi subtenas tion spacon ĉe interreto kaj komentas ĉi tie miajn ideojn. Lastatempe mi estadis pli legisto ol verkisto, kaj mia lasta posto estas tre malnova. Sed mi estos returninta, kaj en tiu returno mi faros tion blogon pli tutaĵa.


Pro tio mi faris stangon, kiu starigas en la supro de la blogo kaj permesas ke la legisto elektas la lingvo, en kia li aŭ ŝi volas legi la postojn. Oni nur klakas, kaj la tutaj multelingvaj postojn ŝanĝos pri reflekti la elekta lingvo.



Hier bin ich nocheinmal. Heute habe ich Neuheiten. Wie meinen wenigen Lesern wissen, ich liebe Fremdsprachen. Ich kann etwa Englisch, und habe schon Deutsch und Esperanto studierte.


Es ist schon von lange Zeit, dass ich diese Raum im Internet habe und meine Gedachte hier kommentiere. Kürzlich habe ich mehr Leser als Screiber gewesen, und meine läzte Pfoste ist sehr alt. Aber ich komm bald zurück, und dann diese Blog wird mehr global.


Folglich habe ich einen Stab gemacht, der auf der Über des Blogs steht und lässt, dass die Lesern die Sprache wählen, die sie die Pfosten lesen wollen. Man braucht nur klicken, und alle fremdsprache Pfosten ändert zu der gewählt Sprache.


terça-feira, 19 de junho de 2007

Você não sabe, mas eu te conheço!

Meio parado por aqui, mas hoje eu tenho uma coisa legal pra falar. Minha amiga Cheia de Vida está com um post bem legal sobre pessoas que ela conheceu usando a Internet. Pessoas que ela conhece, mas que não a conhecem. E nem sabem que ela os conhece.



Pensei que isso poderia ser continuado, mas como a Vivi disse: Por trás dos textos, dos bits, há gente. Então vamos ver quem eu conheci usando a Internet.



Tem o Augusto Campos, que leio sempre, e o Jefferson e o Cabelo, cada um com vários artigos no Viva o Linux.



Ainda tem o Silveira do Eu Podia tá Matando com seu humor estranho junto a informações, dicas e notícias às vezes desconexas. Ainda tem também um monte de gente da lista de discussão do PSL-CE.



Bom, vou ficando por aqui. Depois eu vejo se alguém viu isso.

domingo, 29 de abril de 2007

Documento não-salvo 1 (~) - gedit

Não, eu não estou cuidando da minha monografia como deveria. Ao invés disso:


Finalmente, chorei. Não tive escolha, chorei. Apesar de tudo, apesar das conversas, do combinado, apesar da razão me dizer que não era necessário e que não havia motivo para chorar, eu chorei.


Não é questão de perder, se eu nunca te tive. Era o que você me dizia, mas era mesmo assim? Não sei.


Não sei. Não sei. Não sei. Não sei. Não sei...


Quase chorei quando assisti ao seu DVD, e acho que foi só para confirmar essa suspeita que te liguei. Talvez você não tenha percebido que eu chorei, tomara que tenha percebido.


Não vou repetir aqui tudo o que eu já disse a você, então acaba aqui tudo o que eu tinha pra dizer.


Ah, faltou mais uma coisa (lembrei das hisórias do Aranha): ich liebe dich.

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2007

Peacemaker Lançado!

Acabei de receber:



"Hi everyone,
The moment we've all been waiting for has arrived. After more than 2 years of production, the PeaceMaker game is available for online download."


"Olá a todos,
O momento pelo qual todos nós estávamos esperando chegou. Depois de mais de dois anos de produção, o jogo PeaceMaker está disponível para download."



E eu maluco aqui no trabalho, pois o site deles está bloqueado...

sábado, 27 de janeiro de 2007

Novidades e Pausa

Oi!


Finalmente o Blogger me deu outra chance de migrar meu blog para a nova versão (que era a beta). Agora sim.



Parece essa versão tem toques de Web 2.0, que é o tema da minha monografia. Mas eu não vou transformar meu blog em um blog sobre Web 2.0 ou sobre tecnologia, como muitos fazem. Ele vai continuar como sempre foi.



Ah, ele não vai continuar por um tempo: eu estou escrevendo minha monografia e não deverei ter tempo para postar. É claro que terei algum tempo, então se eu conseguir eu escrevo alguma coisa aqui. Isso não é uma promessa.

terça-feira, 16 de janeiro de 2007

Metafísicas

"Há metafísica bastante em não pensar em nada", me diz Caeiro por Fernando Pessoa. Caeiro tem uma certa raiva dessa tal de metafísica, ao contrário de mim...



Eu quase que vivo de metafísica. Foi depois de receber uma crítica

(crítica bastante construtiva, que fique claro)

sobre minha falta de ímpeto e de comunicação verbal

que eu pude verificar: minha maneira de enxergar o mundo

me faz subentender coisas difíceis de subentender.



Enquanto isso significa que estou um passo à frente

em vários assuntos e que entendo coisas complicadas mais rapidamente,

tudo bem.

Mas às vezes a naturalidade com que vivo isso me ilude

e eu acabo por exigir - indiretamente - de outras pessoas o mesmo entendimento.



Vejam bem: não sou superior a ninguém

por ser autodidata em vários assuntos

por entender coisas complicadas como

__física de partículas

__programação orientada a objetos e a gambiarras

__ou o comportamento do dna

__ou a declinação dos adjetivos do alemão.

Apenas tenho facilidade para esses assuntos, mas perguntem que tipo de músicas eu sei dançar.



É um assunto longo, com muitas ramificações, e eu não terei concentração para aprofundar nenhuma delas aqui.

quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

Auto-completar

Vivemos buscando coisas que nos completam. Já parou para pensar como essa aparentemente simples afirmação é o que está por trás de todo o avanço da humanidade? Já parou para pensar o quanto são complicadas simples ações que desempenhamos todos os dias, como falar, por exemplo? As línguas todas são tão complexas e são tantas! E existem pela necessidade de comunicação, que é crucial e que exige tanto da nossa inteligência. E por que nos comunicar? Queremos nos sentir completos e não simplesmente sair de blá-blá-blá por aí.



A comunicação é uma ferramenta para atingir nossas metas. O avanço humano começou com tentativas de entender o mundo e de representá-lo. São raros os animais que entendem representações de coisas reais, e nós somos os que fazemos isso o tempo inteiro. Cada palavra que escrevemos é uma representação de uma coisa real ou até mesmo de uma coisa irreal. Quanta complexidade...



O que você tem feito para se completar? Realiza suas orações diariamente e conversa com Deus? Busca melhorar seu desempenho no trabalho para obter reconhecimento e outra$ vantagen$ do chefe e dos colegas? Procura uma coisa nova para aprender, para se tornar um pouco mais do que você é hoje, para ajudar os outros a resolverem seus problemas?



Ou tem procurado por uma pessoa que lhe complete? Uma pessoa cujo bem-estar e felicidade sejam motivos para que você se sinta melhor consigo mesmo? Uma pessoa cuja presença lhe faça bem? Amigos sempre temos aos montes, bons amigos sempre foram difíceis de encontrar; amigos especiais contamos nos dedos de uma mão só. Mas essa gradação de quinta categoria está aqui só para tentar dizer o quanto eu estou feliz, tendo uma oportunidade de me sentir um pouco mais completo.

quarta-feira, 3 de janeiro de 2007

Recesso

Ah, sim!

Recesso de postagens para as festas de final de ano.