quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

Auto-completar

Vivemos buscando coisas que nos completam. Já parou para pensar como essa aparentemente simples afirmação é o que está por trás de todo o avanço da humanidade? Já parou para pensar o quanto são complicadas simples ações que desempenhamos todos os dias, como falar, por exemplo? As línguas todas são tão complexas e são tantas! E existem pela necessidade de comunicação, que é crucial e que exige tanto da nossa inteligência. E por que nos comunicar? Queremos nos sentir completos e não simplesmente sair de blá-blá-blá por aí.



A comunicação é uma ferramenta para atingir nossas metas. O avanço humano começou com tentativas de entender o mundo e de representá-lo. São raros os animais que entendem representações de coisas reais, e nós somos os que fazemos isso o tempo inteiro. Cada palavra que escrevemos é uma representação de uma coisa real ou até mesmo de uma coisa irreal. Quanta complexidade...



O que você tem feito para se completar? Realiza suas orações diariamente e conversa com Deus? Busca melhorar seu desempenho no trabalho para obter reconhecimento e outra$ vantagen$ do chefe e dos colegas? Procura uma coisa nova para aprender, para se tornar um pouco mais do que você é hoje, para ajudar os outros a resolverem seus problemas?



Ou tem procurado por uma pessoa que lhe complete? Uma pessoa cujo bem-estar e felicidade sejam motivos para que você se sinta melhor consigo mesmo? Uma pessoa cuja presença lhe faça bem? Amigos sempre temos aos montes, bons amigos sempre foram difíceis de encontrar; amigos especiais contamos nos dedos de uma mão só. Mas essa gradação de quinta categoria está aqui só para tentar dizer o quanto eu estou feliz, tendo uma oportunidade de me sentir um pouco mais completo.

Nenhum comentário: