sábado, 27 de janeiro de 2007

Novidades e Pausa

Oi!


Finalmente o Blogger me deu outra chance de migrar meu blog para a nova versão (que era a beta). Agora sim.



Parece essa versão tem toques de Web 2.0, que é o tema da minha monografia. Mas eu não vou transformar meu blog em um blog sobre Web 2.0 ou sobre tecnologia, como muitos fazem. Ele vai continuar como sempre foi.



Ah, ele não vai continuar por um tempo: eu estou escrevendo minha monografia e não deverei ter tempo para postar. É claro que terei algum tempo, então se eu conseguir eu escrevo alguma coisa aqui. Isso não é uma promessa.

terça-feira, 16 de janeiro de 2007

Metafísicas

"Há metafísica bastante em não pensar em nada", me diz Caeiro por Fernando Pessoa. Caeiro tem uma certa raiva dessa tal de metafísica, ao contrário de mim...



Eu quase que vivo de metafísica. Foi depois de receber uma crítica

(crítica bastante construtiva, que fique claro)

sobre minha falta de ímpeto e de comunicação verbal

que eu pude verificar: minha maneira de enxergar o mundo

me faz subentender coisas difíceis de subentender.



Enquanto isso significa que estou um passo à frente

em vários assuntos e que entendo coisas complicadas mais rapidamente,

tudo bem.

Mas às vezes a naturalidade com que vivo isso me ilude

e eu acabo por exigir - indiretamente - de outras pessoas o mesmo entendimento.



Vejam bem: não sou superior a ninguém

por ser autodidata em vários assuntos

por entender coisas complicadas como

__física de partículas

__programação orientada a objetos e a gambiarras

__ou o comportamento do dna

__ou a declinação dos adjetivos do alemão.

Apenas tenho facilidade para esses assuntos, mas perguntem que tipo de músicas eu sei dançar.



É um assunto longo, com muitas ramificações, e eu não terei concentração para aprofundar nenhuma delas aqui.

quarta-feira, 10 de janeiro de 2007

Auto-completar

Vivemos buscando coisas que nos completam. Já parou para pensar como essa aparentemente simples afirmação é o que está por trás de todo o avanço da humanidade? Já parou para pensar o quanto são complicadas simples ações que desempenhamos todos os dias, como falar, por exemplo? As línguas todas são tão complexas e são tantas! E existem pela necessidade de comunicação, que é crucial e que exige tanto da nossa inteligência. E por que nos comunicar? Queremos nos sentir completos e não simplesmente sair de blá-blá-blá por aí.



A comunicação é uma ferramenta para atingir nossas metas. O avanço humano começou com tentativas de entender o mundo e de representá-lo. São raros os animais que entendem representações de coisas reais, e nós somos os que fazemos isso o tempo inteiro. Cada palavra que escrevemos é uma representação de uma coisa real ou até mesmo de uma coisa irreal. Quanta complexidade...



O que você tem feito para se completar? Realiza suas orações diariamente e conversa com Deus? Busca melhorar seu desempenho no trabalho para obter reconhecimento e outra$ vantagen$ do chefe e dos colegas? Procura uma coisa nova para aprender, para se tornar um pouco mais do que você é hoje, para ajudar os outros a resolverem seus problemas?



Ou tem procurado por uma pessoa que lhe complete? Uma pessoa cujo bem-estar e felicidade sejam motivos para que você se sinta melhor consigo mesmo? Uma pessoa cuja presença lhe faça bem? Amigos sempre temos aos montes, bons amigos sempre foram difíceis de encontrar; amigos especiais contamos nos dedos de uma mão só. Mas essa gradação de quinta categoria está aqui só para tentar dizer o quanto eu estou feliz, tendo uma oportunidade de me sentir um pouco mais completo.

quarta-feira, 3 de janeiro de 2007

Recesso

Ah, sim!

Recesso de postagens para as festas de final de ano.